Pesquisar este blog

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

que morra o Tea Party !!!!!


O movimento Tea Party (em inglês: Tea Party movement, às vezes traduzido como Partido do Chá)[1] é um movimento social e político populista, conservador,[2] de ultradireita, [3] surgido nos Estados Unidos em 2009 através de uma série de protestos coordenados tanto no nível local como nacional.[4][5][6] Os protestos foram, parcialmente, em resposta a diversas leis federais, como o Plano de resgate econômico de 2008,[7] a Lei de Recuperação e Reivestimento dos Estados Unidos de 2009[8][9] e as leis de reforma do sistema de saúde do país.[10] O movimento defende uma política fiscal conservadora e o originalismo, isto é, a interpretação do texto constitucional segundo o seu significado à época em que foi adotado.[11]

O Tea Party não é um partido político, oficialmente não apresenta candidatos e seu nome não apareceu em nenhuma cédula eleitoral.[12]
A Bandeira de Gadsden é usada pelo movimento

O nome de "Tea Party" é uma referência ao Boston Tea Party de 1773 (Festa do Chá de Boston), ou o Manifesto do Chá de Boston, uma ação direta dos colonos americanos de Boston, contra o governo britânico e a Companhia das Índias Ocidentais, que detinha o monopólio do chá que entrava nas colônias. No porto de Boston, um grupo de colonos abordou os navios carregados de chá e atirou a carga às águas, em protesto contra o monopólio e o imposto sobre o chá, que consideravam abusivo .[13]

Segundo o pesquisador Scott Rasmussen, as operações de bailout de instituições financeiras em dificuldades, durante as administrações Bush e Obama, foram o motivo da ascensão do Tea Party. Rasmussen acrescenta que a ira do novo movimento se concentra em dois pontos: "Eles acreditam que a despesa, o défice e os impostos federais são muito altos, e eles acham que ninguém em Washington, D.C. os está ouvindo, e que este último ponto é muito, muito importante."[14]

O movimento não tem uma liderança central e resulta da adesão informal de grupos locais menores.[15] Cerca de 30% dos americanos apóiam o Tea Party e suas opiniões coincidem, em linhas gerais, com as dos eleitores republicanos, de acordo com a análise de pesquisas feitas em março, maio e junho de 2010. As principais preocupações do movimento incluem o corte do tamanho do governo,[16] a redução de impostos,[17] do desperdício,[17] da dívida pública e do défice do orçamento federal,[16] além do retorno à interpretação original da Constituição dos Estados Unidos.[18]

Nenhum comentário:

Postar um comentário