Pesquisar este blog

segunda-feira, 18 de abril de 2016

Glauber Braga - Votação do Impeachment

PROTESTAR DIA DE SEMANA É COISA DE VAGABUNDO!!!!

PROTESTAR DIA DE SEMANA É COISA DE VAGABUNDO!!!!
Tenho visto pessoas dizerem nas redes que protesta dia de semana é vagabundo pois ao invés de estar trabalhando esta na ruas protestando.
Peço então aos direitistas cabeças de vento que me expliquem quem são os que ficaram durante semanas 24 hs por dia de segunda a segunda acampados no parcão protestando a favor do impeachment? Que horas eles trabalham? Ou melhor quanto eles estavam recebendo para ficarem lá, pois pelo visto o trabalho deles era este né?
Somente quem nunca participou de protestos, só quem fica com sua bunda sentado em uma cadeira confortável de sua casa ou se de um escritório, faz uma afirmação ridícula destas.
Desde que iniciei minha caminhada politica estive em dezenas de protestos apartir do fora Yeda e até os dias de Hoje. E quem estava la ao meu lado eram cobradores de ônibus, enfermeiras,professores,trabalhadores rurais ,etc...
Ou seja! era o sofrido povo brasileiro, que mesmo depois de enfrentarem jornadas muitas vezes exaustivas e mal renumeradas, compareciam nos atos que são asseguradas pela constituição federal que é o direito de protestar de exercer sua cidadania.
E vc Playboy que acha que trabalha de mais sentado ai em seu escritório, que diz não ter tempo para esse tipo de coisa.Deveria agradecer aos que saem nas ruas protestando por direitos dos quais vc também ira usufruir,como por exemplo quando baixamos os preços das passagens de ônibus(ops! Vc não pega ônibus ne?)
Seguiremos protestando pois paz sem voz, não é paz é medo!
“sou socialista ,sou PSOL luto por um mundo melhor!”

terça-feira, 12 de abril de 2016

Defict de Atenção e a meritocracia/RS

Fazendo meu TCC onde pretendo descorrer sobre a falácia da meritocracia em um mundo ao qual 5% da população infantil mundial tem defict de atenção, sem falar em deslexia e outros problemas cognitivos e de saúde metal onde jovens e adolescentes são jogados a margem da sociedade ,sem nem averiguarem a subjetividade e complexidade de cada um que os levam a cometer atos infracionais.

“Eu me recriminava :achava que só poderia ser alguma falha de caráter ,que no fundo deveria ser uma desinteressada de tudo”(Diana,jovem estudante que tem DDA)
“Eu sempre perguntei para mim mesma por que eu divagava tanto quando estava assistindo as aulas”

Num mundo em constante e rápida transformação a qual estamos vivendo hoje ,no qual exaltam-se a meritocracia, onde cresce cada vez mais a individualidade nas relações pessoais, onde a tecnologia através de redes sociais,celulares,etc...
Vem afastando os seres humanos da convivência coletiva, aonde cada vez mais as pessoas sentem-se fora do panorama. Pois o ser humano é bombardeado constantemente com informações desconexas de sua realidade, daquilo que sentem, vem dai a necessidade de um acompanhamento técnico preventivo de saúde mental aos usuários da Assistência Social.Em um mundo cultuado pela crença da meritocracia devemos nos perguntar como ficam os jovens diagnosticados com DDA-Distúrbio do Déficit de Atenção numero que cresce cada vez alcançando em 2007 um percentual de 5% da população infantil mundial ou seja em turmas escolares com 40 alunos daria uma media de 2 alunos por classe, mas muitos nem sequer sabem que sofrem desta síndrome.
Pessoas que tem DDAs com o passar do tempo se não forem bem administrados por eles próprios e pelas pessoas com quem convivem,frequentemente consequências no agir poderão se manifestar sob diferentes formas de impulsividade ,tais como: agressividade, descontrole alimentar, uso de drogas, gastos demasiados,etc...
Com o passar do tempo, o próprio DDA se irrita com seus lapsos de dispersão, pois estes acabam gerando,além de problemas de relacionamento interpessoal,grande dificuldade de organização em todos os setores de sua vida.Essa desorganização acaba por faze-lo gastar muito mais tempo e esforço para realizar suas tarefas cotidianas.

“Nenhum de nós jamais compreendeu as forças psicológicas que nos motivam,nem mesmo conseguimos entender as reações bioquímicas que se passam em nosso cérebro e nos orientam a fazer uma escolha e não outra ,a seguir um caminho e rejeitar outros. No entanto uma coisa é certa: tudo o que fazemos é produto dessas reações bioquímicas.”
(Marlon Brando, Ator –possível detentor de DDA)